quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Vocação da Ir. Marizete

 
No dia 28/10/2012 realizou-se a Profissão Perpétua de Ir. Marizete Batista(Irmã Paulina), na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Campos Belos - GO.
Neste vídeo, ela partilha conosco a experiência de ser chamada por Deus à vida Paulina.  CONFIRA!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

DNJ em Fortaleza –CE


Em 2012, o DNJ – Dia Nacional da Juventude – celebrado em todo Brasil no domingo, 28 de outubro, tem por tema: Juventude e Vida, e o lema: Qual vida vale a pena ser vivida? Neste ano o tema e o lema ajudam os jovens a se prepararem para a Campanha da Fraternidade de 2013, cujo tema é a juventude, e também para a Jornada Mundial da Juventude no Rio de janeiro. Pelo jeito 2013 é ano da Juventude!
Ir. Eliete e jovens no estande vocaiconal
As regiões episcopais de Fortaleza: Bom Jesus dos Aflitos e São José celebraram o seu DNJ no sábado, 27 de outubro, na paróquia São Pio X. O evento, que reuniu mais de 500 jovens, iniciou com a concentração na paróquia São Raimundo, às 15h30min, de onde saíram em procissão, cantando e louvando ao Senhor, até a Pio X, para a Santa Missa campal. O sol, que ainda brilha forte no meio da tarde, não desanimou a juventude! A missa foi presidida pelo Pe. Watson Façanha, vigário episcopal da região Bom Jesus dos Aflitos, e concelebrada pelo Pe. Cabral, vigário episcopal da região São José e o Pe. Abel, pároco da Paróquia São Pio X. Após a missa os jovens demonstraram toda sua alegria, vigor e fé dançando e cantando com as bandas que animaram a noite.
Momento da missa
Além das apresentações, haviam estandes onde os jovens puderam conhecer o carisma de congregações e comunidades de vida e também saber informações sobre a JMJ Rio 2013. As Irmãs Paulinas da comunidade de Fortaleza – CE, Ir. Eliete Bezerra, Ir. Karina Carvalho e Ir. Inês Franceschini participaram com um estande vocacional apresentando as jovens o carisma Paulino e também contribuíram com o sorteio de alguns presentes.  Agradecemos ao Senhor pela juventude que já se sentiu chamada a segui-lo e o faz com alegria, mostrando todo seu vigor e testemunhando a outros jovens que vale a pena ser de Cristo. Jesus Mestre os conduza, fortaleça e ilumine.  
Procissão

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Encontro Regional das Irmãs Junioristas em Brasília


As Irmãs Paulinas, de votos temporários, que residem nas comunidades do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, reuniram-se nos dias 19 a 21 de outubro, em Brasília, para um encontro, no qual refletiram sobre a devoção a Maria Rainha dos Apóstolos e Mãe da Humanidade no pensamento do Bem-aventurado Tiago Alberione, fundador das Irmãs Paulinas.
Ir Matilde
No encontro, que foi assessorado pela Ir. Aparecida Matilde Alves, as irmãs refletiram sobre o contexto histórico da devoção a Maria Rainha dos Apóstolos, o Ícone da Rainha dos Apóstolos segundo a experiência do fundador, e a espiritualidade do Santuário Rainha dos Apóstolos, em Roma. Obra que, segundo Alberione, é um hino de agradecimento a Maria, pois durante a 2ª Guerra Mundial, ele fez a ela um voto: “Ò Maria, Mãe e Rainha dos Apóstolos, se salvares todas as vidas dos nossos e das nossas, aqui construiremos a Igreja em teu nome” – o lugar da promessa é mais ou menos o centro da Igreja construída, onde havia caído uma bomba quando ele fez o voto.

No domingo, 21 de outubro, as irmãs tiveram a oportunidade de fazer uma manhã de retiro, à luz do tema refletido no clima de Maria Rainha dos Apóstolos, no qual a vocação Paulina cresce, amadurece e se plenifica. Para concluir o encontro, um almoço festivo, proporcionou mais um momento de alegria, partilha e comunhão. Agradecemos a Jesus Mestre Caminho, Verdade e Vida que chamou, por amor, nossas irmãs a segui-lo mais de perto para anunciá-lo na cultura da comunicação. Que Maria, Mãe, Mestra e Rainha dos Apóstolos as conduza e fortaleça cada dia na vocação Paulina.

sábado, 27 de outubro de 2012

Campanha Missionária 2012



Olá, galera!
Estamos no mês missionário.Este ano a Igreja no Brasil reflete o tema “Brasil missionário partilha tua fé” , com o tema “América Missionária partilha a tua fé”.
A temática partilha a tua fé tem por objetivo chamar a atenção da Igreja para a importância da universalidade da missão que deve ser pensada para além das fronteiras do ser cristão, sejam elas geográficas ou não, ou seja, a Igreja missionária é aquela que está onde é necessário.

O cartaz, por sua vez, simboliza o missionário sem fronteiras que parte do Brasil e partilha sua fé com o mundo, sua casa. Representa o missionário que segue o mandato de Jesus de ir até os confins do mundo e pregar o Evangelho a toda a criatura. O globo, com os continentes nas cores missionárias, representa o espaço onde atua o missionário e a cruz é o sinal do Evangelho, do Cristo, o fundamento da fé cristã.
Fonte: Framento retirado do Site POM

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A apóstola



terça-feira, 23 de outubro de 2012

Encontro da Juventude Paulina

 
No último domingo, dia 21 de outubro de 2012, os formando(a)s da Família Paulina, que moram em São Paulo-SP, participaram de mais um encontro da Juventude Paulina.
 
Desta vez, o encontro teve como tema: "Santidade", orientado pela Ir. Patrícia Silva(Irmã Paulina).
O encontro aconteceu na casa do Noviciado das Irmãs Paulinas. Foi um dia de oração, reflexão, partilha e lazer, onde os participantes puderam refletir sobre este aspecto tão profundo na vida de cada cristão e religioso.
Fotos: Retiradas do Facebook dos Padres e Irmãos Paulinos
 
 

Nota de Falecimento

No último dia 21/10/12, nossa querida Ir. Bernadete Castro(Irmã Paulina), partiu para a casa do Pai!
Foi chamada para receber o prêmio eterno reservados àqueles que, como ela, amaram e serviram a Deus em toda a vida.

Obrigada Senhor pela vida de Ir. Bernadete. Do céu ela interceda por nós!

Confira no nosso blog a matéria do dia 23 de março de 2011, quando ela completou 60 anos de vida religiosa paulina:


 

domingo, 21 de outubro de 2012

Explicação sobre o ANO DA FÉ



sexta-feira, 19 de outubro de 2012

DNJ em Fortaleza-CE


Coordenadores dos grupos de jovens reúnem-se para refletir sobre o DNJ
 
Uma das atividades, que abre oficialmente essa preparação, rumo à JMJ Rio 2013, é o DNJ (Dia Nacional da Juventude). A região Bom Jesus dos Aflitos em Fortaleza-CE, composta por 13 paróquias, reuniu neste domingo, 14 de outubro, na Paróquia São Pio X, os coordenadores dos grupos de jovens e movimentos juvenis, para uma manhã de formação sobre o DNJ 2012, que tem por tema: Juventude e Vida  e lema: Qual vida vale a pena ser vivida? As irmãs Paulinas: Karina Carvalho e Roseane Welter participaram colaborando na formação e com a exposição de material Paulinas. 
O encontro, que reuniu 60 jovens, iniciou com um momento de louvor e uma oração refletindo sobre o ser missionário. Em seguida foram acolhidos os jovens de cada paróquia que diziam os nomes dos grupos de jovens e movimentos juvenis que representavam.
Logo após, a Ir. Karina conduziu a reflexão sobre o tema do DNJ, construindo com eles a resposta à pergunta proposta pelo lema: Qual vida vale a pena ser vivida? Concluindo com a sugestão de que cada um elaborasse o seu projeto de vida, um meio para que melhor possam, aos poucos, ir configurando sua vida a do Mestre Jesus. Após esse momento formativo, houve adoração ao Santíssimo, no qual os jovens dobraram os joelhos diante de Jesus para agradecer e interceder pelo DNJ, que acontecerá na tarde e noite do dia 27 de outubro na região. O último momento da manhã foram as informações sobre o Ano da Fé, os andamentos para a semana missionária da Jornada Mundial da Juventude e sobre o DNJ.   
  
Agradecemos a Jesus Mestre por esses jovens que desejam seguir Cristo e serem protagonistas da evangelização entre a juventude. Sejam todos revestidos pelos sentimentos e atitudes de Cristo Jesus! 
 

quinta-feira, 18 de outubro de 2012


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Estreia do Programa Deus com a gente

Na próxima quinta-feira, dia 18 de Outubro de 2012, às 22h, estreia na TV Aparecida, o programa "Deus com a Gente".
 

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Congresso reúne jovens em Fortaleza


Congresso Arquidiocesano para jovens em Fortaleza

Os jovens dos grupos de oração da Renovação Carismática Católica, em Fortaleza – CE, reuniram-se no Colégio Castelo Branco, no bairro do Montesi, nos dias 12, 13 e 14 de outubro para um congresso arquidiocesano. Foram dias de encontro, partilha, formação, oração, programações de missão, alegria e entusiasmo.

As irmãs Paulinas da comunidade de Fortaleza: Ir. Karina Carvalho, Ir. Daniela Rodrigues e Ir. Roseane Welter participaram nos dois primeiros dias. Além de expor o material de Paulinas voltado para a juventude, as irmãs puderam testemunhar e partilhar, com alegria, um pouco do carisma Paulino, entregando o material vocacional e conversando com as jovens.

O primeiro dia do encontro, 12 de outubro, era aberto somente às lideranças dos grupos e participaram aproximadamente 100 jovens. O segundo dia, aberto a todos, teve a participação de mais de 200 jovens e iniciou com a celebração eucarística, presidida por Dom Rosalvo Cordeiro de Lima, bispo auxiliar de Fortaleza, que em sua homilia, falou sobre o Ano da Fé e incentivou os jovens a descobrirem sua vocação e serem fiéis à Igreja. As atividades de cada dia eram concluídas com a Adoração ao Santíssimo, momento de encontro profundo com o Mestre para agradecer, adorar, orar e louvar.      

Foram dias marcantes para muitos jovens e em especial, para nós, Irmãs Paulinas, que conhecemos muitos jovens com o desejo de viver sua fé na radicalidade e servir a Igreja. Pedimos ao Mestre Divino que os conduza, os fortaleça e ilumine em sua caminhada e que possam descobrir e responder com alegria a sua vocação.  

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Encontro Regional de Junioristas

Nos dias 12 a 14 de outubro de 2012, as junioristas paulinas(irmãs de votos temporâneos), que moram nas regiões Sul  e Sudeste, reuniram-se em São Paulo para refletir sobre Maria Rainha dos Apóstolos no pensamento de Pe. Alberione.

 
O encontro foi assessorado por Ir. Aparecida Matilde(Paulina). A mesma desenvolveu o tema de Maria percorrendo todo o itinerário histórico e teológico desta devoção na Família Paulina. Durante o encontro Ir. Matilde destacou que para Pe. Alberione "Maria era considerada a mãe de toda a humanidade, e não só da Igreja; por isso cabe a nós torná-la mais conhecida entre as pessoas com o título de Mãe, Mestra e Rainha dos Apóstolos".
 
 
O encontro aconteceu num clima orante de partilha, oração e reflexão sobre o papel de Maria na Congregação e na vida da Igreja.  Agradecemos a Deus por suscitar em nosso fundador (Pe. Tiago Alberione) o carisma paulino e por termos Maria como a Mãe, a Mestra e a Discípula que é exemplo de seguimento do seu filho Jesus.
 

50 anos do Vaticano II

O Concílio Vaticano II: A primavera na Igreja
Dom Luiz Demétrio Valentini *

Nesta quinta-feira, 11, o papa Bento XVI abriu solenemente o Ano da Fé, que se estende até novembro de 2013, marcando os 50 anos de abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II. Confira a reflexão de Dom Luiz Demétrio Valentini a seguir.
Sessão do Concílio Vaticano II na Basílica de São Pedro
Sessão do Concílio Vaticano II na Basílica de São Pedro

Em suas homilias, com muita insistência, o papa João XXIII comparava o Concílio a uma nova primavera, que suscitaria profunda renovação na vida da Igreja. Ele enfatizava o elemento-surpresa, para ressaltar a intervenção do Espírito Santo na própria ideia de convocar um concílio. Esta convicção se fortalecia na rápida e entusiasta adesão à proposta do papa de realizar um concílio ecumênico para o nosso tempo.
Depois de 50 anos, é possível, e conveniente, olhar os fatos agora e encontrar razões históricas que ajudem a entender como o Concílio se tornou viável. Na verdade, ele se constituiu numa grande surpresa, que se explica à luz de intensas iniciativas eclesiais, que vinham dando consistência e vigor à caminhada da Igreja desde o fim do século 19, culminando com o pontificado de Pio XII.
A referência a Pio XII torna-se indispensável para evocar o contexto eclesial que precedeu o Vaticano II. Desde o início do seu pontificado, em 1939, ele conduziu com muita firmeza todos os assuntos da Igreja. Sua excepcional capacidade intelectual lhe permitia abordar pessoalmente as mais variadas temáticas, com lucidez teológica e com firmeza disciplinar. De tal modo que, ao terminar seu mandato, em 1958, deixava a Igreja atualizada e em ordem, principalmente do ponto de vista disciplinar e teológico. Ninguém podia imaginar que estivesse às vésperas de uma convocação conciliar.
Como a história antiga se refere ao contexto do Império Romano por ocasião do nascimento de Cristo, dizendo que o Império estava “toto orbe in pace composito” – “estando em paz o mundo todo”, assim se podia dizer do estado da Igreja deixado por Pio XII: “tota ecclesia in ordine composita”.
 
A proposta
Pio XII tinha deixado a Igreja em completa ordem. Parecia não haver nenhuma necessidade de concílio. O contraste de personalidades ajuda a compreender a diferença de procedimentos. Cauteloso e precavido, Pio XII tinha nomeado uma “comissão secreta” para estudar a viabilidade de um concílio. Ao passo que João XXIII teve a ideia, e, na primeira oportunidade, propôs para toda a Igreja, que prontamente a acatou, desencadeando um processo que logo se tornou irreversível.
Mas a rapidez da adesão não se deveu só à simpatia de João XXIII. Havia caudais subterrâneos na Igreja, que aguardavam a oportunidade de emergir e mostrar sua força. O anúncio de um concílio, com a abertura proposta por João XXIII, constituiu-se em ocasião propícia para muitas iniciativas eclesiais se firmarem, expressando seus valores, e se inserirem na renovação eclesial, proposta pelo Concílio.
Assim, bem ao contrário de parecer estranho à conjuntura eclesial, o Concílio se tornou um vasto estuário, que podia recolher a grande riqueza teológica, litúrgica, bíblica, espiritual e pastoral que a Igreja tinha cultivado ao longo do seu último século.
O Concílio Vaticano II não foi, em absoluto, uma ruptura na caminhada da Igreja. Mas uma excepcional oportunidade de valorização dos preciosos aportes dos diversos movimentos eclesiais que precederam o Concílio, sem os quais ele não se entenderia.
Entre eles, os movimentos litúrgico, bíblico e ecumênico, a ação católica e o Movimento por um Mundo Melhor, liderado pelo padre Lombardi, que identificou rapidamente no Concílio a realização mais ampla de todos os seus anseios de renovação eclesial.
 
A descoberta
Convocado o Concílio, a Igreja se deu conta da riqueza que tinha acumulado, em forma de propostas pastorais, de valores a serem assumidos e partilhados, de energias que se traduziam em prontidão generosa e contagiava o povo de Deus, que se mostrava alegre e feliz por ver que se abriam as portas de uma renovação em profundidade de toda a Igreja.
Porém, sobretudo, a Igreja pôde dispor da riqueza inestimável de peritos em todas as áreas. Eles foram convocados para colaborar na realização do Concílio. Colocaram generosamente seus talentos a serviço dos grandes temas que tal iniciativa ia abordando. Sem saber, a Igreja tinha se preparado longamente para a ocasião. Esta é a verdade que agora devemos reconhecer com mais evidência e lucidez. Cada um dos movimentos deixou marcas evidentes, tanto na preparação do Concílio, como na redação dos seus documentos. O litúrgico foi o primeiro a mostrar sua contribuição, com seu caudal de pesquisas feitas em diversos mosteiros, sobretudo da França e da Bélgica. Este movimento já tinha sido valorizado por Pio XII na encíclica Mediator Dei, de 1947. E tinha produzido a restauração da Semana Santa em 1955, que se constitui em preâmbulo histórico da grande renovação litúrgica proposta pelo Concílio.
O movimento bíblico já tinha contado com a encíclica Divino Afflante Spiritu, de 1943, na qual, Pio XII recolheu os últimos avanços das pesquisas bíblicas. Por sua vez, os estudos bíblicos tinham aproximado teólogos católicos e protestantes, fortalecendo o movimento ecumênico, que propiciou a presença de numerosos observadores de outras Igrejas, com o influxo positivo que este fato proporcionou ao Concílio.
A Ação Católica, nascida na Bélgica, mas assumida com entusiasmo ainda no pontificado de Pio XI, propiciou o envolvimento dos leigos, que antecederam na prática à grande afirmação conciliar da visão de Igreja como “povo de Deus”.
Tudo isso mostra como o Concílio pôde ter sido, sim, uma primavera surpreendente, mas não foi um fruto temporão. Ele resultou da rica caminhada da Igreja, que ele acolheu, aprofundou e consolidou.
O Concílio Vaticano II precisa ser visto como integrante da vida da Igreja, tanto na sua preparação, como na sua realização, e agora na implementação de propostas de renovação eclesial. Assim ele mostra uma permanente validade.
* Dom Luiz Demétrio Valentini é bispo de Jales (SP). Participou da 4a Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano em Santo Domingo (República Dominicana), em 1992; do Sínodo Especial da América, em 1997; e da 5a Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e Caribenho, na cidade de Aparecida (SP), em 2007.


A lembrança desta data,
não se reduz ao dia de hoje,
porque você, professor(a)
passa pela vida das pessoas
fazendo o bem, como "a flauta, através da qual,
o murmúrio das horas, se transforma em melodia".


Esse apoio muitas vezes chega
através de uma palavra,
outras vezes, pela escuta,
ou ainda no acolhimento silencioso
e porque não, em forma de uma prece, do seu coração.

Prossiga no ideal sem olhar para trás
contemplando o bem que realizou.
Só assim você terá a certeza
de que sua gratuidade e doação,
fizeram muitas pessoas,
alçarem o vôo para a liberdade.

Parabéns, professor
não só por este dia, mas por toda a sua dedicação, pois em muitas manhãs, tardes e noites você já não conheceu, a palavra descanso, dando sempre o melhor de si.

Celina Helena Weschenfelder
Fonte: Mensagem do Dia - Site Paulinas

domingo, 14 de outubro de 2012

Missão na África

Confira a entrevista que fizemos com a Ir. Edimá Enedina, que se prepara para realizar a Missão Paulina em Angola-África. Acompanhemos a mesma com nossa oração.
_________________________________
1. Irmã Edimá, como sabemos, você está se preparando para ir à Angola, ou seja, realizar a Missão Paulina fora do país. Como você se sente neste momento de preparação?
 
Ir. Edimá, fsp
 Sinto-me muito feliz! É um momento de renovação do Sim que um dia eu disse ao Senhor e que agora pede mais entrega e disponibilidade. Alegro-me porque através desse chamado para a vocação missionária, sinto que Deus que confirma o seu amor por mim  e pelas pessoas do continente africano. Sinto-me mais Filha de São Paulo, o apóstolo da universalidade e modelo de missionário. Nós Irmãs Paulinas somos missionárias da Palavra.




 

2. Para você, que significa "Ser Missionária"?
Ser missionária significa alargar o coração para Deus e para os irmãos e irmãs de todas as partes do mundo. É viver conscientemente o processo de relativizar tudo: nacionalidade, cultura, idioma, pessoas, por considerar apenas Deus como Absoluto e por amor a Ele, entregar-se e integrar-se em novas realidades.

 
3. Tem algum texto bíblico que está sendo significativo para você neste tempo?
Sim. O texto sagrado que ilumina este momento da minha vida é aquele em que o apóstolo Paulo escreveu à comunidade de Corinto: “Carregamos esse tesouro em vasos de barro”. O "tesouro" é a vocação missionária, dom de Deus. O vaso de barro sou eu, frágil e limitada.  O barro necessita de cuidado e atenção. Isso se torna exigência e luz para a vivência do processo de deixar, partir e inculturar-se.
Google

  4. Deixe uma mensagem para os internautas do blog que neste momento veem sua entrevista?
Convido você, a iniciar neste mês dedicado às missões, uma vivência de comunhão profunda com todas as pessoas, de todos os continentes, culturas, raças e religiões. Muitas pessoas ainda não conhecem a pessoa de Jesus, o seu Evangelho, a Boa Notícia de vida e dignidade. Reze pelos missionários e missionárias que estão no Brasil e em outras nações. E se um dia o convite para ser missionária/o bater em seu coração, com fé, responda o seu sim. Muitas pessoas serão beneficiadas com a generosidade de sua resposta. Aquele que chama, prepara e envia  permanece conosco sempre. Meu abraço do tamanho do continente africano.
   

sábado, 13 de outubro de 2012


Conheça o ícone de Jesus
 
Mestre Caminho, Verdade e
 
 Vida.
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Ser Criança!

Devoção a N. S. Aparecida

 
O Brasil tem também um dos maiores centros de peregrinação mariana da cristandade do mundo. Trata-se, é claro, do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, São Paulo. A cidade foi batizada com o nome da Senhora, "aparecida" das águas, mas o Brasil inteiro também recebeu sua bênção desde o nascimento, graças aos descobridores e colonizadores que a tinham como advogada junto a Deus nas desventuras das expedições. A fé na Virgem Maria cresceu com os séculos e a confiança não esmoreceu, só se fortaleceu.

Em 1717, quando da visita do governador a Guaratinguetá, foi ordenado aos pescadores que recolhessem do rio Paraíba a maior quantidade possível de peixes, para que toda a comitiva pudesse ser alimentada e festejada com uma grande recepção. Todos se lançaram às águas com suas redes. Três deles, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso, partiram juntos com suas canoas e juntos também lançaram as redes por horas e horas, sem pegar um único peixe. De repente, na rede de João Alves apareceu o corpo da imagem de uma santa. Outra vez lançada a rede, e a cabeça da imagem vem também para bordo. A partir daí, os três pescaram tanto que quase afundaram por causa da quantidade de peixes.

A pesca milagrosa, eles atribuíram à imagem da santa. Ao regressarem foram para a casa de Filipe Pedroso e, ao limparem a imagem com cuidado, viram que se tratava de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de cor escura. Então, cobriram-na com um manto e a colocaram num pequeno altar dentro de casa, onde passaram a fazer suas orações diárias. A novidade se espalhou e todos da vizinhança acorriam para rezar diante dela. Invocada pelos devotos como "Aparecida" das águas, durante quinze anos seguidos, a imagem ficou na casa da família daquele pescador.

A devoção foi crescendo no meio do povo e muitas graças foram alcançadas por todos aqueles que rezavam diante da imagem. Eram tantos os devotos que acorriam ao local que, em 1732, a família de Filipe construiu o primeiro oratório. Mas a fama dos prodigiosos poderes de Nossa Senhora Aparecida foi se espalhando até atingir todos os recantos do Brasil. Assim, foi necessário, então, construir uma pequena capela, em seguida uma sucessão de outras capelas cada vez maiores. Até que o local se tornou a cidade de hoje. Em 1888, houve a bênção do primeiro templo, que existe até hoje, conhecido como "Basílica Velha".
A atual Catedral-Basílica de Nossa Senhora Aparecida, conhecida como "Basílica Nova", foi consagrada pessoalmente pelo papa João Paulo II, em 1980, quando de sua primeira visita ao Brasil.

Quanto ao amor do nosso povo por Maria, em 1904 a imagem foi coroada, simbolizando a elevação da Senhora como eterna "Rainha do Brasil", com todo o apoio popular. A coroa foi oferecida pela princesa Isabel. Foi também por aclamação popular e a pedido dos bispos brasileiros que, em 1930, o papa Pio XI proclamou solenemente Nossa Senhora Aparecida a "padroeira oficial do Brasil". O dia de sua festa, 12 de outubro, desde 1988 é feriado nacional.

O que é SER MISSIONÁRIA?

Neste mês de outubro, mês missionário, trazemos para você alguns testemunhos de Irmãs Paulinas que partilham conosco sobre "O que é Ser Missonária". Confira:
 
Ir. Edicleia Tonete
 

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Eventos do Ano da Fé



Os eventos mais importantes deste especial ano contarão com a presença do Papa e serão realizados em Roma. Entre estes destaca-se a abertura do Ano da Fé na Praça de São Pedro (na quinta-feira 11 de outubro/12) com uma solene Eucaristia, concelebrada por todos os Padres sinodais, os presidentes das Conferências Episcopais e alguns clérigos que participaram do Concílio Vaticano II.
Em 21 de outubro se canonizarão sete mártires e confessores da fé. Entre eles o francês Jacques Barthieu; o filipino Pedro Calugsod; o italiano Giovanni Battista Piamarta; a espanhola María Del Carmen; a iroquesa Katheri Tekakwhita e as alemãs Madre Marianne (Barbara Cope) e Anna Schäffer.
Em 25 de janeiro de 2013, na tradicional celebração ecumênica na Basílica de São Paulo Extramuros, para que "através da profissão comum do Símbolo os cristãos (...) não esqueçam o caminho da unidade".
No dia 28 de abril o Santo Padre celebrará a crisma de um grupo de jovens e o domingo 5 de maio será dedicado à piedade popular e ao trabalho das confrarias.
No dia 18 de maio, vigília de Pentecostes, haverá um encontro de movimentos eclesiais na Praça de São Pedro. No domingo 2 de junho, celebração do Corpus Christi com uma solene adoração Eucarística, que será realizada na mesma hora em todas as catedrais e igrejas do mundo.
Domingo, 16 de junho, será dedicado ao testemunho do Evangelho da Vida. No dia 7 de julho concluirá na Praça de São Pedro a peregrinação dos seminaristas, noviças e noviços de todo o mundo.
No dia 29 de setembro haverá uma celebração pelo aniversário da publicação do Catecismo da Igreja Católica, enquanto o 13 de outubro será dedicado à presença da Maria na Igreja.
Finalmente, em 24 de novembro de 2013 se celebra a jornada de encerramento do Ano da Fé.
Entre os eventos culturais destaca-se uma exposição sobre São Pedro em Castel Sant'Angelo (7 fevereiro- 1º de maio 2013) e um concerto na Praça de São Pedro (22 de junho 2013).
A Jornada Mundial da Juventude, que será celebrada no Rio de Janeiro entre os dias 23 e 28 de de julho de 2013 também ocorrerá no contexto do ano da Fé e contará com a presença do papa bento XVI.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Notícias da JMJ 2013

JMJ Rio2013 lança campanha institucional: o coração do mundo bate aqui

"O coração do mundo bate aqui". Este é o slogan da campanha institucional da JMJ Rio2013 que começa a ser veiculada neste mês. Um vídeo com imagens dos milhões de jovens que participaram de Jornadas terá divulgação nacional nas principais emissoras, além de anúncios em jornais e revistas, outdoor, mobiliário urbano, rádio e internet.

Assinadas pela agência Artplan, as peças reforçam o caráter internacional do evento e destacam pontos fortes da JMJ, como o fator social, humano e o turismo. Segundo a secretária-executiva do setor de Comunicação da JMJ Rio2013, Graziele Lacquaneti, o objetivo é atingir o público de "fora da Igreja", direcionando para um novo foco. "Até agora, a comunicação era para o público católico", explicou.

"Entramos numa nova fase, com uma linguagem abrangente, para dizer o que vai acontecer no Rio de Janeiro em 2013", disse Graziele. Nos próximos meses, a campanha vai focar outros aspectos, como o voluntariado e a hospedagem dos peregrinos, até atingir uma etapa internacional.

Fonte e foto: Rio2013

Nossa Senhora de Nazaré

Internet

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Eis a imagem pequenina e linda
da Mulher mais sublime, amada e escolhida
que na íntegra em Belém viveu a fé.


De seu trono lá no céu ela nos vê
e através de sua imagem abençoa este  chão e cada filho
que em seu Filho crê.
Vem povo de Deus  para o Círio de Nazaré.


Vem ler a nossa hitória na correnteza da fé .
Da fé que canta o amor e deseja  Paz.
Vem povo de Deus, povo irmão!
Vem de perto ,vem de longe ou distante do Brasil.


Vem pelos ares, pelos mares pelos rios.
festejar a Mãe de Deus, não importa os desafios
Neste verde esperançoso, um pedaço da Amazônia,
a natureza é rica de encantos mil.


Vem povo de Deus, cantar com a gente,
agradecer o dom da vida, fazer festa      
e celebrar a nossa fé, aquela mesma que Maria
viveu lá em Belém com Jesus em Nazaré.

 (Ir. Maria Tereza)

                       

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Ir. Ivani Pulga celebra seu Jubileu de Ouro em Dourados-MT


No dia 23 de setembro de 2012 a Ir. Ivani Pulga(Irmãs Paulinas) celebrou seus 50 anos de Consagração à vida Paulina, na cidade de Dourados-MT. Esta linda celebração foi antecipada por uma intensa semana vocacional, marcada por trabalhos de evangelização em escolas e comunidades daquela cidade.
"Celebrar 50 anos de vida Consagrada a Deus e ao povo é realmente um privilégio... Um momento de profundo agradecimento a Deus que me chamou e me escolheu para essa missão, porque ele quis" (Ir. Ivani Pulga, fsp)
 
 Acompanhe abaixo algumas fotos da celebração em Ação de Graças pelos 50 anos de consagração da Ir. Ivani.
Ir. Ivani Pulga
Procissão de entrada

Entrada da Palavra
D. Rodovino - Bispo que presidiu a missa

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Saiba mais sobre o Vaticano II



domingo, 7 de outubro de 2012

Profissão perpétua da Ir. Janete Leal

Encontro nas comunidades
 
A equipe missionária das Irmãs Paulinas, integrada por outros religiosos(as): o Pe. Romilson, Paulino; a Ir.Socorro Leal, Franciscana e os Missionários(as) locais da Paróquia Sant´Ana, em Coelho Neto-MA, viveu dias intensos de missão, de 07 a 16 de setembro, em preparação  à Profissão Perpétua de Irmã Janete Leal Ribeiro, fsp.
 
Comunidades

 
As atividades realizaram-se em duas frentes de missão: as comunidades e as escolas.
 
Ir. Janete e formandas visitando comunidades
I. Comunidades

1. Início da missão: Setor Cruz, na Comunidade fundada por Dona Luiza, avó de Ir.Janete. A celebração se deu num clima de encontro, renovação da fé, alegria e confraternização.
2. Comunidade Nossa Senhora das Graças, no povoado de Monte Alegre. O povo respondeu ao convite-convocação feito pelos missionários em visita às famílias e  entrou na dinâmica do seguimento de Jesus, a partir do exemplo de Bartimeu,  no evangelho de Marcos.  
 
II. Escolas: os jovens acolhem os missionários e se identificam com a mensagem deixada por eles: JUVENTUDE -  VIVA.
Ir.Viviane Rodrigues em escola
 
III. Profissão Perpétua: diante de sua comunidade de origem, com fé, liberdade e  amor, Ir.Janete entrega total e definitivamente sua vida a Deus, no seguimento de Jesus Divino Mestre,   para dedicar-se, efetivamente à evangelização com os Meios de Comunicação Social . Um SIM que é para Deus e doado ao povo.
Momento da celebração dos Votos Perpétuos da Ir. Janete
 
Momento da celebração dos Votos Perpétuos da Ir. Janete