sábado, 29 de dezembro de 2012

Leitura espiritual para Jovens

Ver livro
 Este livro, voltado aos jovens, apresenta o itinerário espiritual mais antigo, oferecido aos primeiros crentes em Cristo, é aquele traçado pelo Apóstolo Paulo: "até Cristo ser formado em vós!" (Gálatas 4,19). Com a preocupação de refazer o caminho para se chegar a esta meta, os autores apresentam um percurso com oito exercícios de oração. Tais exercícios envolvem todo o nosso ser, e referem-se não apenas à dimensão espiritual da nossa pessoa, mas também à dimensão humana, nas suas componentes: racional (a mente), volitiva (a vontade) e afetiva (o coração).
Por esse motivo, cada exercício foi dividido em três partes: o aprofundamento bíblico, a vivência e a orientação espiritual. A condição fundamental deste itinerário é discernir para onde o Espírito quer nos conduzir, por isso, esse caminho não é "teórico", mas concreto e prático para ser vivido em comum.   (Saiba +)

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

sábado, 22 de dezembro de 2012














Cante agora,
hinos, os mais belos corais
diversos ou ser solidário.
Em catedrais ou viadutos
iluminados com pequenas lâmpadas
ou fogueiras de natal.

Vejo por todos os lados
vitrines, enfeites, cartões e presentes...
Mas meu coração aguarda,
preparado em novena,
Aquele que vem.

Eis que vem a alegria,
para o meio dos seus protegidos,
acolhida pelos vencidos
no seio das marginais,
onde correm crianças e carrinhos de papelão.

Verde vermelho
não coloram este Natal!
Palha e cipó, em mãos kaigangs,
também traçam presépios,
árvores, estrelas e sonhos
em tons de encarnação.

A paz e a justiça gritam sua ausência,
onde o Emanuel já foi anunciado,
acolhido e festejado em um natal.

Farta seja a ceia de todos, todos os dias.
Pois, o banquete do amor
já foi servido.
Abundante e solidariedade,
onde faltam o pão, o lúdico, a palavra, o olhar.
Prósperas sejam as lutas
pela igualdade e pelo respeito a toda forma de vida.
E que a celebração do nascimento
Daquele que trouxe vida e libertação a todos,
na sua modéstia e humildade,
volte a ser o Natal!

Rosa Ramalho

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Uma visita de Natal



Natal é um tempo bonito do ano. A memória, todos os anos, do nascimento de Jesus traz consigo a alegria e a paz que um dia foram comunicadas à Maria e José, a Isabel e Zacarias, aos pastores, aos reis magos, a Simeão e Ana, enfim, ao povo que recebia o maior presente de Deus: seu amado Filho para comunicar-lhes o dom do amor.
Mesmo passados mais de 2000 anos desse acontecimento, celebrar o natal ainda desperta no ser humano sentimentos e gestos de solidariedade, também despertam o desejo de encontrar quem amamos, quem caminha conosco, quem nos ajuda para levar uma lembrança e uma palavra que expressam o nosso querer bem. O natal recorda-nos que somos imensamente amados por Deus e isso leva-nos a querer comunicar esse amor entre nós.  
Movidas pela alegria do natal, as irmãs Paulinas da comunidade de Fortaleza visitaram algumas famílias muito importante para nós. São as famílias de nossas irmãs cearenses, grande dom para a congregação, para a Igreja e para o povo. As irmãs Roseane Welter e Karina Carvalho visitaram na tarde do dia 08/12 a família da Ir. Ana Paula Ramalho de Sousa em Maracanaú – CE, na tarde do dia 09/12 a família da Ir. Josélia de Freitas em Caucaia-CE e, no dia 13/12 a família da Ir. Ilanyr Felipe Costa em Capistrano-CE. A Ir. Ines Helena Francischini visitou a família da jovem Natália Mesquita, que está em formação no aspirantado de Recife, no dia 09/12 em Fortaleza.
Todas as famílias, e também nós, ficaram agradecidas pela visita, pela partilha e comunhão. “Receber a visita de uma Irmã Paulina é como receber a visita da própria filha”, afirmava uma delas. Ás famílias das irmãs deve-se uma grande gratidão, afinal, se a semente da vocação produz frutos em suas filhas é por que alguém as cultivou desde o começo da vida. A família é o berço da vocação.


Agradecemos ao Deus da vida por nossas irmãs Paulinas nascidas no Ceará, por suas famílias e pedimos que continue a despertar vocações desta terra, chamada terra do sol, mas que também pode ser chamada terra de fé. Que o natal traga alegria e esperança para todos os dias do novo ano. 

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012



A pequena vendedora de Fósforos

De (Hans Christian Andersen)
 
Um profunda Reflexão parao Natal

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Mensagem para o Advento

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Lançamento da revista Família Cristã em iPad

Você poderá acompanhar a cerimônia de lançamento da Revista Família Cristã para iPad, ao vivo, por este link: www.maxintv.com.br/edpaulinas
Data: 06/12/2012
Hora: 20h

 

Retiro Vocacional em Recife-PE


“Eles  deixaram  tudo  e  seguiram  a  Jesus... (Mc 4,20”

O retiro aconteceu nos dias 24 e 25 de novembro de 2012, na comunidade das Irmãs Paulinas – Recife – PE. Tivemos a presença das jovens: Ana Maria (PE); Amanda (PE); Alexsandra (PE); Crislainy (PE); Juliana (PE); Karina (AL); Tayná (PE). O objetivo do retiro foi o discernimento vocacional das jovens que, a partir da Palavra de Deus, refletiram sobre a própria vocação inspiradas pela vocação de Maria, de Paulo e de padre Alberione. Acompanhemos o testemunho:
 

Neste encontro podemos aprofundar mais sobre a vocação de  Maria, São Paulo e do Beato Tiago Alberione. Notamos algo em comum: A coragem de se lançar nos braços do Senhor, mesmo sem saber o que espera no futuro. E é essa coragem que nos espelha em nossa caminhada vocacional falando as mesmas palavras do profeta Isaías: 'Eis-me aqui, envia-me!'” (Is 6, 8).
 Sintetizamos nosso encontro na seguinte frase do fundador Beato Tiago Alberione, em comemoração de sua memória: “ Deus fez a pessoa livre. A vocação é um ato de amor de Deus que requer um ato livre de amor para ser seguida e correspondida. Repetir como Jesus: “Eis que venho Senhor, para fazer a vossa vontade(Alberione, pensamentos, pg. 75)

Um abraço fraterno
Vocacionadas paulinas

Convivência Vocacional em BH



Durante os dias 30 de Novembro, 01º e 02 de Dezembro, a Comunidade da Rua Turfa de Belo Horizonte – MG teve a alegria de receber as jovens: Bárbara, Elisiane, Letícia, Naryele e Natiele para mais uma Convivência Vocacional, com o tema: “Tu me olhaste nos olhos. A sorrir, pronunciaste meu nome”. Foi um momento para que estas jovens pudessem partilhar a vida, sentir os sinais do chamado de Jesus e conhecer mais de perto a Vida Religiosa Paulina junto às Irmãs.

Da esq. para Dir: Bárbara, Natiele, Naryele, Elisiane e Letícia.
 Na sexta-feira à noite as jovens foram acolhidas e convidadas a perceberem quais são os tesouros que trouxeram no coração, e quais “riquezas” durante estes dias esperariam receber. Logo pela manhã do sábado saborearam a Palavra através de Lc 5,1-11. Evangelho no qual Jesus convida Pedro a lançar as redes para águas mais profundas. No decorrer deste dia, orientadas por Ir. Elizete, as cinco jovens aprofundaram a Espiritualidade e a Vida Religiosa Paulina e juntas fizeram a Visita Eucarística. A noite foi concluída com um belo momento de oração junto à Comunidade, onde contemplamos a “Noite Luminosa” vivida pelo fundador da Família Paulina, o Bem-aventurado Tiago Alberione.
Jovens vocacionadas e irmãs em oração
No domingo as jovens conheceram a Comunidade da Palavra que na abertura do retiro em preparação ao Tempo do Advento receberam Pe. Álvaro Pimentel, sj que sob motivou com palavras sábias a introdução a este momento litúrgico tão bonito celebrado pela Igreja. Logo após a visita à Paulinas Livraria (Rua Afonso Pena), o retorno à Comunidade da Rua Turfa.
O encontro foi concluído com um belo almoço, no qual se podia observar a alegria estampada no rosto de cada uma. Permanece na Comunidade, que teve a graça de recebê-las, o desejo para que se deixem sempre guiar pelo profundo olhar do Mestre, que por amor olha-nos sempre a sorrir e chama-nos pelo nome.

Cooperadores Paulinos em Porto Velho-RO


Cooperadores partilham a FÉ  e alegria de ser Família Paulina
No mês de novembro a comunidade de Porto Velho – RO realizou dois momentos especiais com os Cooperadores para o Evangelho. Um desses momentos foi o retiro mensal (dia 2 de novembro- feriado de Finados), onde fizemos algumas horas de silêncio e oração pela vida e por aqueles entes queridos que intercedem por nós no céu, alguns participaram e agradeceram o tempo de silêncio e vivência com a Palavra.
 
E no dia 30 de novembro, no clima orante, os cooperadores falaram o que mais admiram em Pe. Tiago Alberione, suas intuições, seu projeto e acima de tudo sua vida de oração e confiança em Deus.
Irmãs e Cooperadores Paulinos
Após a partilha rezamos a oração pelo Centenário da Família Paulina, pedindo a intercessão de Pe. Alberione para toda sua família, pelos apóstolos de hoje, para que iluminados pelo Espírito Santo possam contribuir para “Nova Evangelização”, na Igreja e no mundo.
 
 Concluímos com um divertido Bingo, além da partilha da FÉ, partilhamos belos presentes e a alegria de fazer parte da Família Paulina. A todos os Cooperadores para o Evangelho nossas orações e carinho fraterno!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Inauguração da Livraria Paulinas em Guarulhos


No dia 27/11/2012 foi inaugurada 31ª Livraria Paulinas em Guarulhos. Por ocasião da Bênção, o bispo  D. Joaquim J. Carreira disse: 
Paulinas tem a missão de divulgar a boa imprensa, para a formação e evangelização das pessoas. A ausência de uma livraria como esta era uma lacuna muito grande que está sendo preenchida. Nosso desejo é que o povo veja o valor do que é produzido pelas irmãs Paulinas e busque aprofundar a sua fé, conhecendo a palavra de Deus e a colocando em prática”, afirmou Dom Joaquim.
Bênção de Inauguração
Da esq. para dir: Ir. Elóine, D. Joaquim e Ir. Ninfa becker
Irmã Ninfa Becker, ressaltou que era um grande sonho poder abrir uma livraria em Guarulhos. “Para nós, significa uma conquista, um desafio, mas também uma grande alegria, porque podemos chegar a mais pessoas. Podemos servir a essa Igreja de Guarulhos com um povo tão numeroso”.
Momento da Bênção de inauguração
A cerimônia contou com a presença das irmãs Paulinas, o bispo diocesano de Guarulhos, dom Joaquim, padres, religiosas, fiéis, colaboradores e amigos.
Irmãs Paulinas presentes na Inauguração
 
Visite-nos você também:
Rua Luiz Gama, 87 - Centro
CEP 89201-300
Guarulhos - SP
Tel.: (11) 4970-2740
E-mail:
livguarulhos@paulinas.com.br

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Encontro Nacional de Assessores da Juventude

Começou na noite de quinta-feira, dia 29, em Brasília, o Encontro Nacional de Assessores da Pastoral Juvenil. Promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, o encontro teve a temática “A Juventude no Ano da Fé”. Até o dia 2 de dezembro, o objetivo foi buscar auxiliar os assessores na missão de acompanhar os jovens na educação da fé, por conta do “Ano da Fé”, proposto pelo Papa Bento XVI. O tema do evento foi escolhido dentro da proposta do "Ano da Fé”, convocado pelo Papa Bento XVI.“A Jornada Mundial da Juventude faz parte do calendário para o Ano da Fé”.

 
O encontro contou com a presença do presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko, do núncio apostólico do Brasil, Dom Giovanne D’Aniello, do secretário-geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, e do diretor geral do Comitê Organizador Local Rio 2013 (COL Rio2013), monsenhor Joel Portella, o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, Dom Eduardo Pinheiro, e o Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha.

O encontro teve a presença de mais de 180 dioceses de todo o Brasil, movimentos, novas comunidades, congregações religiosas, leigos e sacerdotes.
Digo que participar desse momento de Igreja, foi sentir a “Mão de Deus sobre nós”, sentir o pulsar da Juventude de todo o Brasil, o caminho feito e o que ainda precisa ser feito em nossas Dioceses.
Agradeço a Deus, a Arquidiocese de Goiânia e a minha Congregação (Irmãs Paulinas), pela oportunidade de participar desse Encontro Nacional de Assessores da pastoral Juvenil.
Ir.Daiane Aparecida D. Abreu (comunidade de Goiânia)

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

GRUPO CHAMAS NO RIO DE JANEIRO

A música é um dom, um meio eficaz para anunciar a Palavra de Deus a todas as pessoas, de todos os tempos e lugares. Neste tempo de preparação para a Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá em julho de 2013, o Rio de Janeiro é um ponto de encontro para muitos músicos. Dentre os vários eventos que estão sendo realizados na cidade, continua acontecendo mensalmente a Noite de Adoração na Igreja Nossa Senhora de Santana, organizada pela Pastoral da Juventude.
Irmãs do Grupo Chamas
Neste clima preparatório para a JMJ 2013, o Grupo Chamas marcou presença na Noite de Adoração com a participação do povo e da juventude carioca e fluminense. Foi um momento oportuno para partilharmos, mais uma vez, o carisma paulino com as pessoas.
 Graças à disponibilidade do Grupo Chamas foi possível fazer pocket show nas livraria do Centro e de madureira,  e também partilhar o carisma com os ouvintes das rádios – Canção Nova e Catedral – e com os telespectadores da TV Rede Vida.
 
Agradecemos as irmãs Verônica, Ana Paula e Edicléia pelo testemunho de vida de forma simples e alegre.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Advento 2012


sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Espiritualidade do Advento

- Vejamos algumas das principais dimensões que nos coloca uma real vivência do Advento:
Tempo do Deus da libertação: A liturgia do Advento por meio dos textos do profeta Isaías nos apresenta o Deus que aterra os vales, aplaina as montanhas, faz com que o deserto floresça, coloca juntos o leão e o cordeiro. É o Deus do impossível, que vem para proteger os pobres e dissipar as trevas por meio da sua Luz. (cf. Is 9, 1-6; 40, 1-30; 45, 7-8)
Tempo de expectativa vigilante e alegre: Em toda a liturgia do Advento ressoam as promessas de Deus que foram cumpridas em Jesus Cristo. Porém, no fim dos tempos, irá se realizar em definitivo a história das “promessas de Deus” e aparecerá o objeto de todas essas promessas, isto é, o próprio Deus, visto e contemplado em toda a riqueza da sua graça. É a expectativa gerada no Advento e que nos conduz a um estado de vigilância e de preparação para esse grande momento.
A expectativa vigilante é sempre acompanhada da alegria. Por isso podemos afirmar que o Advento é tempo de expectativa jubilosa porque aquilo que se espera certamente acontecerá. Deus é sempre fiel.
Internet
Tempo de esperança: São Paulo nos mostra que o Deus da revelação de Jesus Cristo é o “Deus da esperança”(Rm 15,13). Por isso toda a Igreja vive dessa grande esperança, e nela nos mergulha no Advento. O povo de Israel esperou o cumprimento das promessas de Deus e a Igreja vive delas. A esperança da Igreja é a mesma do povo de Israel, mas já realizada em Cristo. A Igreja vive, na esperança, a sua existência como graça de Cristo para todos os homens. E pelo mistério do Advento, essa mesma Igreja é chamada a tornar-se sinal concreto de libertação integral do homem.
O Advento é o tempo litúrgico da grande educação à esperança: uma esperança que se torna, pela graça de Deus, forte e paciente; que aceita a hora da provação e da perseguição; enfim, uma esperança confiante.
Tempo de conversão: A experiência nos mostra que não existe possibilidade de esperança e de alegria sem retornar ao Senhor de todo o coração, na expectativa da sua volta. Para isso, precisamos converter radicalmente os nossos corações ao Senhor com a real disposição de deixar o que é velho em nós e assumirmos o novo em nossas vidas.
Coragem! O Advento é o tempo propício de conversão aos duros de coração.
Dimensão histórica da salvação: Deus se fez homem e veio habitar no meio de nós. O Deus eterno quis entrar no tempo e viver a nossa história. Ele é o “Deus-conosco” que salvou a humanidade inteira. E no Advento recordamos essa dimensão histórica da salvação, realizada em Jesus Cristo, que nos conduziu a plenitude dos tempos (cf. Gl 4,4).
Dimensão escatológica do mistério cristão: O Senhor Deus se manifesta em sua Palavra como “Aquele que é, que era e que vem”(Ap 1,4-8; Ex 3,13-14). Por isso, o Advento, com a sua liturgia própria, nos ajuda a ver a história como lugar do agir das promessas de Deus e nos direciona para o seu cumprimento no “Dia do Senhor”.
Dimensão missionária: No Advento, toda a Igreja contempla o Pai que envia seu Filho para salvar os homens por meio da ação (envio) do Espírito Santo. Por isso o Advento de Cristo na Igreja e por meio da Igreja atua-se mediante a missão. Esse Tempo litúrgico é assim, por sua própria natureza, o tempo do aprofundamento do significado autêntico da missão.
A Igreja não vive para si, mas para o mundo. Cada cristão participa dessa missão de proclamar a vinda do Senhor e de esperá-la com uma alegre expectativa. Isso é essencial na vida cristã. E o mistério do Advento nos insere nessa missão.
Enfim, ao contemplarmos e vivermos a espiritualidade do Advento, percebemos duas grandes dimensões: a escatológica (aprofundada até o dia 16 de dezembro) e a natalina (aprofundada do dia 17 a 24 de dezembro).
 
FONTE: Site Shalom

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Confio em Ti

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Família Paulina promove encontro para jovens em SP

No dia 25 de novembro de 2012, as Congregações da Família Paulina promoveram um dia de encontro para Jovens na FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação) localizada em São Paulo-SP.
O encontro teve início às 9h com a missa, presidida por D. Tarcísio Scaramuzza e depois padres concelebrantes. Após a missa seguiu-se com uma programação especial que contemplou Shows, Oficinas, Adoração Eucarística, Teatro, etc.
Agradecemos ao Mestre que nos concedeu esta bela oportunidade de reunir jovens nesta grande metrópole, a fim de tornar o carisma paulino cada vez mais conhecido.
 
Missa

Grupo Chamas

Emerson jean
Via 33

Ir. Mírian Kolling
 
Cantores de Deus
Feira vocacional
Jovens da Paróquia São Mateus

Família Paulina

Oficina da JMJ
Oficina Vocacional
Oficina de Redes Sociais
Teatro da Comunidade Shalom
Oficina de Leitura Orante

O sentido das coisas

Uma antiga fonte, nobre e solitária: não há mais algazarra de meninos, o ir e vir das mulheres, o burburinho da água; resta um tanque vazio... Uma obra humana que perdeu o sentido da própria origem. 

 
Como um velho castelo, com rachaduras, habitado por heras e arbustos, marcado pelo abandono dos homens e dos reis... Uma obra humana que perdeu o sentido de sua existência .

O sentido das coisas, uma força secreta, a alma de uma obra, o seu espírito.
Perdê-lo significa perder aquilo que lhe deu origem e sustentava sua vida.
O sentido das coisas é o milagre de uma nascente subterrânea , que faz surgir, numa paisagem imensa de areia e de céu, uma realidade viva: a surpresa de um oásis.

Porque, como Deus se revela, tornando-se humano, o sentido existe tornando-se matéria.
O sentido toma o corpo, o espírito se faz letra: entrelaçando-se, tornam-se gesto, obra ou texto, num mundo concreto de seres humanos e de coisas.
Mas o corpo e a letra, anifestando o seu sentido, ao mesmo tempo escondem-no...

Não serão, na realidade, os ídolos que encerram o espírito e o seu mistério, podem apenas sugeri-los: na parábola do que há de vir, amanhã talvez seja uma casa, que não viverá senão por sua própria solidão.

O significado nas coisas é como um relacionamento de hospitalidade: entendimento recíproco que surge discreto e provisório.
Um hóspede não poderá ficar para sempre, mas simplesmente fruir o acolhimento de hoje.

A hospitalidade é, de fato, o prazer de conhecer outras pessoas, de falar de si de outras formas...
E na procura do sentido das coisas, o seu encontro lhe mostrará uma outra dimensão, porque se uma obra é uma expressão necessária, cujo sentido será seu respirar mais profundo.

Mas, se a obra acreditar-se imortal , esquecerá a intuição que a fez nascer, e que pertence, como o corpo de um ser humano, à história e à contingência das coisas que mudam.
E a letra de visível se tornará invisível, encorajando a olhar o espírito além das aparências: a sua verdade será a sua própria transparência .

O sentido lhe dirá, portanto, o dinamismo que anima o ser humano e as coisas, acompanhando os seres em direção a seu futuro.
Mas o seu encontro não será fruto de seus olhos; será o resultado da abertura atenta e curiosa do coração.

E a grandeza do coração será chamada abertura do espírito ou tolerância.

(Renato Zílio)
 


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Doc. 85 CNBB - Evangelização da Juventude



domingo, 25 de novembro de 2012

Características de Pe. Tiago Alberione

 
Veja o que as pessoas no facebook escreveram:
 
Gabrielle Fanticheli Acolhimento com os jovens !
 

Ir Solange Silva A Coragem de enfrentar os desafios que a vida colocava em seua caminho!!!

Patricia Anielly O modo de pensar, enxergava além de seu tempo.

José Carlos De Freitas Júnior Sua ousadia de gerar a Família Paulina e recomeçar sempre da gruta de Belém acreditando sempre no Mestre e Pastor.

Rosangela Fritz da Cunha Eu admiro muito á persistencia e ousadia de Tiago, é graças a ela que nós e muitas outras pessoas podem ter acesso a Palavra de Deus atraves de tantos meios de comunicação.

Sarina Rocha ADMIRO SUAS SÁBIAS FRASES... :D

Irmã Viviani Moura Uma característica que muito admiro no nosso fundador é a sua profunda fé, sua humildade e total confiança em Deus. Soube entregar-se nos braços de Deus, convicto que a obra que estava iniciando não era dele e sim de Deus. Total abandono e docilidade à vontade de Deus. Amo e admiro este grande homem, profeta da comunicação.
 
 Deixe, você também, uma mensagem abaixo!